terça-feira, outubro 31, 2006

Traição ou não?

Voltando das compras, uma mulher chega a casa e choca-se ao encontrar o seu marido, na cama, com uma linda mulher.
Quando ela já tinha feito a maior "peixeirada" e estava pronta para derrubar a casa, o marido interrompeu-a:
- Antes deverias ouvir como tudo isto aconteceu...

Ela concordou, e ele continuou:
- Eu estava voltando para casa, de carro, pela auto-estrada, quando vi esta jovem, que parecia cansada e faminta, além de maltrapilha. Então eu trouxe-a para casa e preparei uma refeição com a carne que deixaste esquecida no frigorífico. Ela estava descalça, então eu dei-lhe aquele teu par de sandálias que ainda estavam em bom estado, mas que tinhas deixado de lado porque já não estavam na moda. Ela estava com frio, então eu dei-lhe aquela suéter que te comprei no teu aniversário, mas que nunca usaste porque a côr não combinava contigo. As calças dela estavam rasgadas, então eu dei-lhe aqueles jeans que ainda estavam em perfeito estado, mas que não te serviam. Daí, quando ela já ia embora, perguntou: "Há mais alguma coisa que a sua mulher não use mais?"

segunda-feira, outubro 30, 2006

Assalto


sexta-feira, outubro 27, 2006

A lei do inquilinato

Um homem conheceu uma mulher belíssima, e ficou tão impressionado que, de tanto insistir, acabou convencendo-a a passar a noite com ele por quinhentos euros.
No final da noitada, no momento de pagar, o homem percebeu que estava sem o talão de cheques. No entanto, combinou de enviar o dinheiro sem falta no dia seguinte.
A mulher não ficou muito satisfeita, mas aceitou, por não ter outra opção.
No dia seguinte, o homem se preparava para preencher o cheque, mas começou a pensar que, afinal, a noite nem tinha sido assim tão maravilhosa... Decidiu então pagar só duzentos e cinquenta euros.
Como não queria dar bandeira, pediu à secretária para entregar um envelope com o dinheiro, dizendo referir-se ao pagamento de um aluguer. Dentro do envelope, ia o seguinte bilhete:

"Prezada senhora, estou encaminhando 250,00 € referentes ao pagamento do aluguer do seu apartamento. Não estou enviando a quantia previamente combinada, pelos seguintes motivos:
1º: Quando assinei o contrato, imaginei que seria o primeiro a ocupar o imóvel, o que verifiquei não ser o caso;
2º: Verifiquei também, que o apartamento não possui o sistema de aquecimento que imaginava ter;
3º : O referido imóvel também se mostrou excessivamente amplo para meu gosto, não proporcionando a sensação de aconchego que eu esperava. Assim sendo, envio a quantia que julgo ser a mais justa."

A mulher ao receber o bilhete, mandou a seguinte resposta:

"Prezado senhor, quanto aos motivos alegados para o não pagamento do valor combinado pelo meu imóvel, tenho a declarar o seguinte:
- Em relação ao primeiro item , foi muita ingenuidade da sua parte, imaginar que um imóvel tão bom, fosse ficar desocupado por muito tempo, esperando por alguém como o senhor para ocupá-lo...
- Quanto ao segundo item, o apartamento possui aquecimento, sim... O senhor é que não soube ligá-lo...
- E finalmente, se a sua mobília é pequena para preencher o espaço disponível, por favor, não culpe a proprietária."

A vantagem de saber línguas

segunda-feira, outubro 23, 2006

Para quem é só entrar e sair

O Governo decidiu que os parques de estacionamento cobertos sejam pagos em fracções de 15 minutos para evitar que quem utilize 10 minutos não tenha que pagar uma hora. A Associação de Ejaculadores Precoces já pediu a mesma medida na prostituição.
by João Miranda

As meninas ganham sempre...


sexta-feira, outubro 20, 2006

A redacção

A professora Ana Maria na sala de aula pediu aos alunos que fizessem uma redacção e que nela escrevessem o que gostariam que Deus fizesse por eles.
À noite, corrigindo as redacções, ela depara-se com uma que a deixa muito emocionada.
O marido nesse momento acaba de chegar e vendo-a a chorar pergunta-lhe o que aconteceu.
E ela respondeu:
- Lê isto.

Era a redacção de um aluno:

"Senhor, esta noite peço-te algo especial: transforma-me num televisor.
Quero ocupar o lugar dela.
Viver como vive a TV da minha casa.
Ter um lugar especial para mim, e reunir a minha família à volta...
Ser levado a sério quando falo...
Quero ser o centro das atenções e ser escutado sem interrupções nem perguntas.
Quero receber o mesmo cuidado especial que a TV recebe quando não funciona.
E ter a companhia do meu pai quando ele chega em casa, mesmo quando está cansado.
E que a minha mãe me procure quando estiver sozinha e aborrecida, em vez de me ignorar.
E ainda que os meus irmãos briguem para estar comigo.
Quero sentir que a minha família deixa tudo de lado, de vez em quando, para passar alguns momentos comigo.
E, por fim, faz com que eu possa diverti-los a todos.
Senhor, não te peço muito...
Só quero viver o que vive qualquer televisor!"

Naquele momento, o marido de Ana Maria disse:
- Meu Deus, coitado desse miúdo! Que pais!

E ela olhando-o, respondeu:
- Esta redacção é do nosso filho.

quarta-feira, outubro 18, 2006

Apenas fama

Confesso que estou farto de ouvir dizer que os chineses e japoneses são povos muito evoluídos, muito civilizados, muito inteligentes.
É impressão minha ou estamos a falar de gajos que andam a comer arroz e esparguete há milhares de anos, com dois pauzinhos?
by Rui Sinel de Cordes

segunda-feira, outubro 16, 2006

O Motivo

Este post é a justificação possível para a resposta à pergunta que fiz há alguns dias atrás neste post.

Nem tudo o que luz é ouro...

sábado, outubro 14, 2006

Os engenheiros são o máximo!!!

Três engenheiros e três economistas vão viajar de comboio para uma conferência. Na estação, os três economistas compraram três bilhetes e repararam que os três engenheiros só compraram um bilhete.

- Como é que três pessoas podem viajar apenas com um bilhete? - pergunta um dos economistas.

- Observe e verá! - responde um engenheiro.

Todos entram no comboio. Os economistas toma os respectivos assentos, mas os três engenheiros dirigem-se à casa de banho e apertam-se lá dentro o melhor possível de maneira a fechar a porta.

Quando o comboio parte, vem o revisor, pica os bilhetes dos economistas, vê a luz da casa de banho acesa, bate à porta e diz:
- Bilhete, por favor!!!

Apenas uma mão é estendida para fora da porta e entrega o bilhete que o cobrador aceita, pica e vai embora.

Os economistas observam tudo e apercebem-se que é uma ideia genial.

- Temos que fazer esta cena no regresso. Aqueles filhos da mãe dos engenheiros são uns génios!!! - diz um dos economistas.

No dia do regresso os três economistas imitando a ideia dos engenheiros compram apenas um bilhete para a volta. No entanto, observam espantados que os engenheiros da não compraram nenhum.

- Como é que vocês vão viajar sem bilhete? É impossível!!! - pergunta um dos economistas.

- Vocês verão! Está tudo controlado. - responde um dos engenheiro.

Quando entram no comboio, os economistas espremem-se todos para dentro de uma casa de banho e fecham a porta. Os engenheiros fazem o mesmo na casa de banho ao lado. Passado nem um minuto, sai um dos engenheiros da casa de banho, bate à porta da casa de banho dos economistas e diz:
- Bilhete, por favor...

Uma mão é estendida para fora e entrega o bilhete...

O mundo sem engenheiros...

Já pensaram como seria o mundo se não houvesse engenheiros?
Para terem uma noção...
- Automóveis
- Aviões
- Pontes
- Música "portátil"
- Telefones
- Televisão
- Matemática

quinta-feira, outubro 12, 2006

O que é ser pobre

Um pai, bem de vida, querendo que o seu filho soubesse o que é ser pobre, levou-o para passar uns dias com uma família de camponeses. O menino passou 3 dias e 3 noites vivendo no campo.
No carro, ao voltar para a cidade, perguntou o pai:
- Como foi a experiência?
- Boa… Responde o filho, com o olhar perdido à distância.
- E o que aprendes-te? Insistiu o pai.
O filho respondeu:
1 - Que nós temos um cão e eles têm quatro...
2 - Que nós temos uma piscina com água tratada, que chega até a metade do nosso quintal. Eles têm um rio sem fim, de água cristalina, onde têm peixinhos e outras coisas lindas...
3 - Que nós importamos lustres do Oriente para iluminar o nosso jardim enquanto eles têm as estrelas e a lua para iluminá-los...
4 - O nosso quintal chega até o muro, o deles chega até o horizonte...
5 - Nós compramos a nossa comida, eles cozinham...
6 - Nós ouvimos CD's... Eles ouvem uma perpétua sinfonia de pássaros, periquitos, sapos, grilos e outros animaizinhos... tudo isso, às vezes acompanhado pelo sonoro canto de um vizinho que trabalha a sua terra...
7 - Nós usamos microondas, tudo o que eles comem tem o glorioso sabor do fogão a lenha...
8 - Para nos protegermos vivemos rodeados por um muro, com alarmes. Eles vivem com as suas portas abertas, protegidos pela amizade dos seus vizinhos...
9 - Nós vivemos conectados ao telemóvel, ao computador, à televisão. Eles estão conectados à vida, ao céu, ao sol, à água, ao verde do campo, aos animais, às suas sombras, à sua família...

O pai ficou impressionado com a profundidade do seu filho e então o filho terminou:
- Obrigado, pai, por me teres ensinado o quanto somos pobres!

Cada dia, estamos mais pobres de espírito e de observação da natureza, que são as grandes obras de Deus.

Preocupamo-nos em TER, TER, TER, CADA VEZ MAIS TER, em vez de nos preocuparmos em SER.

O efeito da publicidade...

terça-feira, outubro 10, 2006

Fica para depois...

Como é possível?!

Uma mulher muito, mas muito feia, entra numa loja com duas crianças. O gerente da loja pergunta à mulher:
- São gémeos?
A mulher faz uma careta, fica ainda mais feia e diz:
- Não, idiota, o mais velho tem 9 anos e o mais novo tem 3. Porquê? Realmente acha-os parecidos?
- Não - diz o sujeito - só não posso acreditar é como é que alguém foi capaz de engravidá-la duas vezes...

domingo, outubro 08, 2006

Tal como eu...

quinta-feira, outubro 05, 2006

Reclamação

Um Cliente telefona para a Citroën para fazer uma reclamação, pois ele comprou um Citroën C4 que não faz aquilo que eles dizem que o carro é capaz de fazer...

Post anti-americano

Vocês conhecem algum país no mundo em que se mate tanta gente a tiro nas escolas?
[Nã, nã... o Iraque não conta.]
by João M. Fernandes

quarta-feira, outubro 04, 2006

Lulismos

O Lula da Silva foi obrigado a uma segunda volta, mas deverá ganhar ganhar. Caso perca ele pode emigrar para os Estados Unidos, pois aí ele será um adversário à altura de George Bush e dos seus "buchismos" e, ganhará com toda a certeza. Senão veja:

«Eu durmo com minhas cabeças tranquilas.»

«Eu sou filho de uma mulher que nasceu analfabeta.»

«O Brasil só não faz fronteira com o Chile, o Equador e... a Bolívia.»

«Na Amazônia, vivem 20 milhões de cidadãos que têm mulheres e filhos.»

«O Atlântico é apenas um rio caudaloso, de praias de areias brancas, que une os dois países.»

«O Francisco Henriques (seu antecessor) aumenta os juros, mas na hora em que é para baixar ele diz: o mercado é que vai decidir. Eu acho que é uma decisão política»

«Nigéria e Brasil são os dois países com maior população afro-descendente do mundo».

«Se não tivermos sucesso, corremos o risco de fracassar»

«O continente sul-americano e o continente árabe não podem mais, no século XXI, ficar à espera de serem descobertos.»

«Estamos propondo uma reunião bilateral entre Brasil, Colômbia e Venezuela.»

«Política não se faz via fax, nem por telefone ou Internet. É olho no olho, como dizem no Brasil: tete a tete»

«Estou otimista porque estamos reduzindo as taxas de interesses dentro do Brasil.»

«O salário mínimo vai poder significar praticamente dobrar o poder de compra.»

«Quando Napoleão visitou a China, disse: a China é um gigante adormecido. No dia em que acordar, o mundo vai tremer.»

«Então eu vim aqui trazer uma mensagem positiva para vocês, uma mensagem que eu já falei na fábrica, lá em Floriano, mas eu vou ler aqui, porque eu pensei que vocês estavam lá. Se eu soubesse que vocês estavam aqui, e não lá, eu não tinha feito o discurso lá, tinha deixado para fazer aqui.»

«Quando se aposentarem, por favor, não fiquem em casa atrapalhando a família. Tem que procurar alguma coisa para fazer.»

«Por muitos anos o Brasil não pôde sequer conversar com a Líbia porque os americanos não gostavam dos libaneses.»

«Quando as pessoas vêm para o hospital e morrem na mão de Janete, ficam satisfeitas mesmo que ele tenha cometido um erro (pois) morreram nas mãos do melhor.»

«Estou vendo o Arnaldo Godoy sentado, tentando me olhar, mas ele não pode me olhar porque ele é cego. Estou aqui à tua esquerda, viu, Arnaldo! Agora, você está olhando pra mim...»

«Veja, com relação à ONU, você sabe que o Brasil já era para estar na ONU desde 1945, quando foi criada a ONU. O Brasil não entrou, o Brasil defende a democratização das Nações Unidas.»

«Estou surpreso porque quem chega a Windhoek não parece que estou num país africano. A cidade é limpa demais.»

Tsunami é «um vendaval que deu na Ásia»

Todos os brasileiros têm motivos para estar optimistas porque «as perspectivas só são ruins para os desempregados.»

«Gostaria de ter estudado (latim) para poder comunicar melhor com o povo da América Latina.»

«Um número baixo de votantes é uma indicação de que menos pessoas estão a votar»

«Uma palavra resume provavelmente a responsabilidade de qualquer governante. E essa palavra é "estar preparado"»

terça-feira, outubro 03, 2006

Pior é impossível

Fico contente com a escolha do novo Procurador. Sei pouco sobre ele, mas chega-me um argumento: é um novo Procurador.
by Daniel Oliveira

Um clique faz toda a diferença

A "Ajuda de berço" que acolhe crianças dos 0 aos 3 anos, necessita da nossa ajuda.
É um site que vive da publicidade que faz e são as empresas que o patrocinam que ajudam esta associação.
Só temos que mostrar que visitámos o site em questão.

Demora menos de um segundo a ir ao site e clicar no botão "UM COLO PARA CADA CRIANÇA": http://www.arcidadania.org/

Não é pedir muito, pois não?... É claro que não! Podem por o site nos vossos favoritos e ir lá clicar todos os dias, pois "Um clique por dia traz saúde e alegria."

Não precisam passar esta informação a toda a vossa lista de contactos (mas convém porque quantos mais souberem, melhor) basta que... PASSEM A 10 AMIGOS, PARA PASSAREM A OUTROS 10 AMIGOS.

segunda-feira, outubro 02, 2006

Playboy: antes e depois...